Crise Global de Semicondutores

A crise global dos chips semicondutores pegou em cheio diferentes setores da indústria e vem sendo um problema para basicamente todo mundo. Desde eletrodomésticos, até automóveis, passando pelos consoles, diversas empresas precisaram alterar os esquemas ou até paralisar suas linhas de produção por conta da escassez do componente.


Mas mesmo com todas essas medidas, a crise segue fortíssima e as estimativas são de que não haverá uma resolução, pelo menos até o ano que vem. As causas para esse problema são diversas, e vão desde a guerra comercial entre Estados Unidos e China, até um erro de cálculo que levou alguns fabricantes a estocarem sua produção no início da pandemia.


A produção também foi interrompida no Japão por conta de um incêndio em uma fábrica, nos Estados Unidos por conta do frio extremo. Taiwan, que é um importante polo de produção de semicondutores, ameaça reduzir a fabricação por conta de uma forte seca que atinge o país atualmente e o processo precisa de grandes quantidades de água.

Apesar disso, as fabricantes já anunciaram que devem aumentar sua capacidade de produção e construir fábricas mais diversificadas. Porém, o processo ainda vai demorar um pouco e só deverá ser concluído em dois ou três anos. Enquanto isso, a crise deve continuar, os preços podem subir e alguns produtos sumirem, como já acontece com o PlayStation 5 e os Xbox Serie S e X.

Fonte: Olhar Digital